Seis dicas para prevenir a disfunção erétil em jovens

Seis dicas para prevenir a disfunção erétil em jovens

Álcool, drogas e uma dieta pouco saudável, após os problemas de ereção

Não é uma questão de idade, mas maus hábitos

Conhecer os fatores de risco da disfunção erétil é importante em qualquer idade. Aqui estão seis dicas do diretor médico do Boston Medical Group, Jose Benitez, para evitar problemas.

1. Reduzir ou eliminar o tabaco

Um pacote de tabaco diário é suficiente para aumentar as chances de sofrer disfunção erétil em 60%. No momento em que o tabagismo é reduzido, o perigo é minimizado, mas, mesmo assim, o risco de sofrer disfunção erétil ainda é muito maior do que o dos homens que nunca fumaram. Os 16,5% dos homens com menos de 35 anos que sofrem de disfunção erétil se devem ao consumo excessivo de tabaco.

2. Não abuse do álcool

Entre 3,2% e 64,4% dos homens em estado de embriaguez não têm uma resposta satisfatória à ereção para fazer sexo. 62,5% dos homens entre 18 e 35 anos de idade que sofrem de disfunção erétil são devido ao abuso de bebidas alcoólicas. O álcool produz uma interrupção da ereção no sexo masculino, independentemente da dose tomada, uma vez que inibe o bom funcionamento do sistema nervoso central, que está diretamente envolvido na resposta da estimulação sexual.

3. Drogas, um mau aliado

A cocaína é um estimulante do sistema nervoso central que também atua como vasoconstritor, reduzindo o fluxo sanguíneo nas veias e artérias. 27% dos homens dependentes de cocaína têm dificuldades para conseguir uma ereção que lhes permita ter relações sexuais satisfatórias e 15,6% dos jovens com disfunção erétil são usuários de drogas.

4. Coma saudável e equilibrado

Uma dieta desequilibrada influencia negativamente a capacidade de manter uma atividade sexual satisfatória. O sobrepeso e a obesidade andam de mãos dadas com distúrbios metabólicos que podem levar a doenças diretamente relacionadas à disfunção erétil, como diabetes ou problemas cardiovasculares. É por isso que é necessário seguir uma dieta saudável e equilibrada para evitar o excesso de peso e suas consequências indesejadas.

Leia também: Estimulante sexual masculino qual é o melhor

5. Exercício

O sedentarismo também é um fator de risco para o desenvolvimento de disfunção erétil. Praticar exercício regularmente tem inúmeros benefícios, pois diminui as chances de sofrer de doenças cardiovasculares, impedindo que este tipo de doenças supõe uma proteção adicional contra a disfunção sexual.

6. Mantenha uma vida sexual ativa

Fazer sexo freqüentemente reduz as chances de desenvolver um problema de disfunção erétil, pois este é um bom exercício para manter a circulação de sangue e elasticidade das artérias e dos corpos cavernosos em boas condições, o que melhora o estado e funcionamento do sistema cardiovascular, diminuindo a probabilidade de desenvolver um problema de disfunção erétil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *